5º CONGRESSO BRASILEIRO DE AVALIAÇÃO DE IMPACTO

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AVALIAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS NO REUSO DE ÁGUAS RESIDUÁRIAS DA CAFEICULTURA

Resumo

A reutilização de águas residuárias é uma alternativa viável para a minimização dos impactos ambientais causados pelo lançamento inadequado dos efluentes no ambiente. Se tratando de atividades agrícolas, destaca-se a produção de café pela produção de uma grande quantidade de efluentes ricos em nutrientes e matéria orgânica, apresentando grande potencial de reuso, como a fertirrigação. No entanto, o manejo inadequado dessas águas pode resultar em impactos ambientais. Diante do exposto, este trabalho teve como objetivo descrever os impactos ambientais gerados pela disposição inadequada dos subprodutos gerados no processamento do café, em uma fazenda localizada na região sudeste do Estado de Minas Gerais, bem como, recomendar soluções para os passivos ambientais gerados. Os dados foram obtidos através de uma vistoria realizada em uma fazenda localizada no sul de Minas Gerais, cuja principal atividade agrícola é o processamento do café por via úmida. Fez-se, a comparação entre as características observadas in loco e a identificação de impactos observadas por diversos estudiosos. Para tanto, foi realizada uma análise bibliográfica utilizando fontes de dados bibliográficos retiradas dos bancos de dados no Portal de Periódicos da CAPES, Scielo e banco de dissertações e teses. Foram escolhidos quinze trabalhos acadêmicos, dentre artigos, dissertações e teses, a fim de serem analisadas as particularidades referentes aos impactos da ARC e modelos de tratamento. Não houve delimitação de um intervalo de tempo para obtenção dos trabalhos acadêmicos. Para obtenção de um produto de qualidade, o café passa por um equipamento do tipo lavador/separador e um despolpador antes da secagem. O efluente resultantes do despolpamento é destinado ao despejo em uma vala a céu aberto e sem impermeabilização do solo. Sem a impermeabilização do solo, as águas residuárias de café (ARC) podem alcançar o lençol freático e promover a eutrofização. A presença de odor forte nas proximidades dos dois reservatórios com acumulo de efluente, bem como coloração escura do líquido e a proliferação de algas, indicam alta concentração de matéria orgânica. Para a reutilização destes efluentes na fertirrigação, indica-se a implementação de um sistema de tratamento anaeróbico e um revestimento apropriado no leito da vala de acumulação do efluente, para evitar a sua infiltração no solo, reduzindo os riscos de contaminação ambiental. Igualmente, deve ser feito um rígido controle quanto a salinidade da ARC e às características do solo, sob o risco de causar danos ambientais irreversíveis na área destinada ao plantio, devido às altas concentrações de sódio no efluente. Por fim, em consonância com resultados obtidos na vistoria foi possível observar indícios de eutrofização e excesso de matéria orgânica. Esses fatores impedem o reuso da ARC, sendo necessário o tratamento e fiscalização para essa finalidade.

Palavras-chave

Águas residuárias, Eutrofização, Contaminação do solo

Área

Impactos Ambientais x Saneamento

Autores

WESLEY CARDOSO COSTA, ALINE APARECIDA SILVA PEREIRA, LUIS ANTONIO COIMBRA BORGES