5º CONGRESSO BRASILEIRO DE AVALIAÇÃO DE IMPACTO

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

RELAÇAO ENTRE A ATIVIDADE DE DRAGAGEM E O IMPACTO NATURALMENTE GERADO PELA CHUVA NA BACIA DO RIO PARAOPEBA.

Resumo

As atividades de dragagem são de grande valia quando há a necessidade de remoção de materiais indesejados dos corpos hídricos, quer sejam para efeitos físicos, como o aumento do calado para trafego de embarcações, quer seja para melhoria de indicadores químicos de qualidade da água. O impacto ambiental ocorrido em Brumadinho-MG, no dia 25 de janeiro de 2019, relativo ao rompimento de uma barragem de rejeitos de mineração, caracterizou-se, dentre outros aspectos, pela liberação de grande de material para o ambiente atingindo corpos hídricos a jusante do empreendimento minerário, incluindo o rio Paraopeba, causando interrupção temporária do fluxo hídrico logo após o rompimento. Neste contexto, atividades de dragagem são essenciais para a remoção do rejeito depositado na calha do rio. O presente trabalho foca principalmente na relação dos impactos gerados naturalmente no rio Paraopeba, através da incidência de chuvas na bacia e os impactos gerados pela operação de dragagem desde a confluência com o córrego Ferro-Carvão, até próximo aos limites da zona urbana do município de Brumadinho-MG.
A operação de dragagem ocorre com o uso de escavadeiras anfíbias e dragas de sucção e recalque, onde a movimentação dessas máquinas gera revolvimento de sedimentos e consequente aumento da turbidez da água. Por sua vez, as alterações naturais, referentes às chuvas na bacia, elevam o nível do rio, e acarretam em alterações de qualidade da água que não apenas estejam associadas aos rejeitos depositados na calha do rio, mas também são devidos aos arrastes hidráulicos de materiais da bacia como um todo, uma vez que se percebem alterações com padrões similares no trecho a montante do impacto.
Para o monitoramento da área a ser dragada foram instaladas sondas automáticas telemétricas em pontos a montante e jusante do trecho a ser dragado, para monitoramento horário de parâmetros físico-químicos como turbidez, oxigênio dissolvido, condutividade elétrica, potencial de oxirredução e nível do rio.
Com a avaliação dos dados coletados nos diversos cenários (durante o período de chuva, com e sem operação das dragas, e durante o período de seca, com e sem a operação das dragas), foi possível verificar que o aumento da pluviosidade e consequente aumento do nível de água do Rio Paraopeba indicam que a concentração de turbidez se propaga ao longo do tempo na mesma amplitude relativa da elevação do nível de água. Já quando há operações de dragagem, o impacto na turbidez ocorre em períodos restritos e é rapidamente reversível. Foi observado no estudo o retorno às condições iniciais em até 3h, quando cessada a atividade. Esta avaliação foi muito importante para que fosse possível individualizar o efeito da dragagem no rio e permitiu ações especificas e direcionadas para a mitigação dos impactos da atividade de dragagem.

Palavras-chave

chuva dragagem impacto

Área

Impactos cumulativos e sinérgicos

Autores

FELIPE DE SOUZA COLOGNA, VITOR BROGNARO PIMENTA, GABRIELA MARIA ARANTES RODRIGUES, BRENER ROCHA DE OLIVEIRA FERREIRA, GUSTAV VALENTIN ANTUNES SPECHT